O santo não é o impecável, está sempre a recomeçar

O santo não é o impecável. É aquele que, com as suas fraquezas, não desiste de recomeçar, que vive as bem-aventuranças em plenitude, que realiza as obras de misericórdia, que está ao serviço dos outros, completamente entregue a Deus e ao próximo. A santidade é precisamente esta síntese de ser todo de Deus para poder ser todo para os outros.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento por dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Se eu fosse filmado secretamente...

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência