Bom Ano Novo

Ao contrário do que desejamos uns aos outros, como se tudo dependesse de uma sorte aleatória que nos trouxesse a todos prosperidade, um Bom ano depende sobretudo de cada um de nós como diz o Poeta Aleixo.
Regresso sempre à origem do Povo, a mensagem radiofónica de Natal do Papa Pio XII no 6º Natal de guerra em 1944:
O Povo opõe-se à massa: vive da liberdade e da consciência de cada um.  
São esta consciência e liberdade individuais que movem o mundo.
Desejo a todos os meus amigos do Povo que em 2014 sejam os protagonistas das suas vidas e colectivamente da nossa História como Povo.
O primeiro passo parece-me, é contra-corrente, mas procuremos todos percebê-lo e fazê-lo nosso: Dizer obrigado no último dia do ano
Bom Ano de 2014
Pedro Aguiar Pinto     

Comentários

Mensagens populares deste blogue

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência

Se eu fosse filmado secretamente...