Tradição

Pedro Candeias
Expresso curto, 2015.10.29

A política é um ponto de vista e quem disser o contrário está a ver mal. É um bocadinho como no futebol, sobretudo, o nossso futebol. Pegue em dois lances iguais e ponha-se dos dois lados da barricada: quando é favor do nosso clube, é claro que é penálti, que só pode ser penálti, de certezinha absoluta que é penálti, e que quem não a vê é porque é cego ou não quer ver. E, quando a falta é contra, está mais do que visto que não é penálti, que nunca na vida pode ser penálti, de certezinha absoluta que não é penálti, e que quem a vê é porque anda a ver coisas a mais.

Ora, vem isto a propósito da palavra 'tradição', que tem sido jogada de um lado para o outro desde 4 de outubro, conforme o efeito que se espera obter dela quando usada num argumento. Lembra-se do que disse a direita sobre a possibilidade do PS/BE/PCP poderem formar Governo? Era coisa pouco tradicional. Lembra-se do que disse a direita sobre a eleição do Presidente da AR? Coisa pouco tradicional. E sabem o que fez agora o PS? Apelou à "tradição parlamentar" para recusar plenários antes da discussão do programa de Governo. A tradição já não é o que era; a tradição é o que se quer que ela seja.
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Sou mãe de um forcado. E agora?

O grande educador sexual

Suécia persegue parteiras que se negam a praticar abortos