Política e pensamento - João Carlos Espada

No final do século XVIII, duas revoluções marcaram profundamente a evolução do pensamento político e a História mundial, em particular ocidental. Tratou-se da Revolução Francesa e da Revolução Americana, de que não resultaram apenas a independência de um país que se foi tornando o mais poderoso (os Estados Unidos da América), mas também grandes inovações no terreno das ideias políticas e da Teoria Geral do Estado.

A comparação entre as duas Revoluções, nomeadamente no seu conteúdo e nos seus efeitos, é um tema clássico da Ciência Política e, ainda hoje, um exercício da maior relevância para compreendermos a História e a Política dos últimos dois séculos, bem como os tempos contemporâneos. Um exercício importante para nos posicionarmos nas nossas sociedades de democracia liberal, que foram inevitavelmente tocadas, directa ou indirectamente, por uma ou outra daquelas duas revoluções, ou por ambas. 

Por mim, sempre pensei que a Revolução Americana é ética e espiritualmente superior à Revolução Francesa. Esse é justamente o tema da próxima sessão do ciclo POLÍTICA E PENSAMENTO: A VOZ DOS LIVROS. 

Para tratarmos este tema, neste ângulo de abordagem, escolhemos um grande clássico de 1835, com o olhar de um francês sobre a nova América:

«Da Democracia na América»
de Alexis de Tocqueville

E, para o apresentar e comentar, ninguém melhor do que João Carlos ESPADA, professor, académico, ensaísta, que dirigiu a edição portuguesa da obra de Tocqueville, para que elaborou um importante ensaio introdutório.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência

Se eu fosse filmado secretamente...