Eles seguiram os maus conselhos dos seus corações empedernidos

«A única ordem que lhes dei foi esta: 'Ouvi a minha voz e Eu serei o vosso Deus e vós sereis o meu povo; segui sempre a senda que vos indicar, a fim de que sejais felizes.'
Eles, porém, não me ouviram, não prestaram atenção, seguiram os maus conselhos dos seus corações empedernidos; viraram-me as costas em vez de se voltarem para mim.»

Jeremias 7, 23-24

A leitura de Jeremias de hoje parece-me cair como uma luva no retrato que José Luís Seixas faz da geração de meia idade (a minha) que começa agora a envelhecer em “Este país não é para velhos”.
Na mesma linha de total surdez à voz das exigências e evidencias originais do nosso coração (o de carne, não o de pedra) chamo a atenção para o artigo Natalidade, maternidade e paternidade que descreve a rota suicidária que a nossa geração está a seguir com taxas de crescimento demográfico negativas e políticas anti-família.
Ainda, na sua crónica do Destak de hoje, João César das Neves fala da importância da internet na política, que sendo geralmente mais notada quando derruba, destrói, castiga do que quando edifica, constrói, valoriza. É aqui e não ali que estará o grande valor da net na política.
Perceber que as “ordens” de Deus são a indicação da senda a seguir para sermos felizes é a dificuldade do nosso tempo. Exige procurar um outro centro para a nossa vida que não somos nós. A dificuldade está em que este é o primeiro de todos os pecados ao qual nenhum de nós é imune!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Se eu fosse filmado secretamente...

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência