domingo, 27 de setembro de 2015

O amor é indivisível

A propriedade da quantidade é poder-se sempre dividir e a propriedade do amor é querer-se sempre dar todo.
Pe. António Vieira

Enviar um comentário