Deixar-se surpreender por um bom Pai


  • Mons. Fernando Ocáriz      OBSERVADOR      29.01.2019

Nenhum de nós está aqui por acaso; Deus colocou-nos na terra para participar em algo grande, para colaborar com Ele na história da humanidade. Ninguém Lhe é indiferente. Para todos Deus tem uma missão
Quando contemplo os céus, obra das tuas mãos, a lua e as estrelas que lá colocaste, que é o homem para que te lembres dele, o filho do homem para dele te ocupares? (Sl 8,4-5). Estas palavras do salmista descrevem o grande espanto que nasce no coração quando a pessoa contempla a imensidão do universo e, ao mesmo tempo, descobre que, apesar da sua pequenez, é incondicionalmente amado por Deus como é, por si mesmo.
No entanto, às vezes podemos pensar que esta experiência de plenitude é admirável, bela, mas no fundo não acontece. Pensamos, e São Josemaria prevenia quanto a isso, que Deus está lá longe, onde brilham as estrelas, mas não está perto de nós que andamos submersos na voragem da vida, cheia de ocupações, projetos, coisas para fazer. De vez em quando vem a dúvida: tudo isto afinal para quê? Para que serve fazer isto ou aquilo? Para onde quero ir? O que é que eu procuro realmente? São alertas que aparecem na alma, que quer mais, e que com a ajuda do Espírito Santo nos abrem a grandes horizontes.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Se eu fosse filmado secretamente...

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência