A visita do Papa...

... tem gerado em vários países, Portugal é um deles, um surto de imbecilidade considerável. À falta de anticlericalismo popular, há agora uma nova forma de anticlericalismo intelectual de parte da esquerda « fracturante ». Enquanto não houver um Papa que não seja mulher, lésbica, negra, de preferência não crente, e que vote nos EUA no Obama, os Papas, em particular este, são alvos preferenciais. E este acirra os ânimos de forma muito especial porque é branco, alemão, conservador, teólogo, e conhece bem demais a impregnação da doutrina cristã pelas variantes na moda desde os anos sessenta de « progressismo » esquerdizante. A absurda intolerância dos « fracturantes » exerce-se então em toda a sua amplitude.
in: José Pacheco Pereira, Abrupto, 2010.05.02

Comentários

José disse…
Não posso estar mais de acordo e acrescento o que ouvi e também concordo, Ele o Santo Padre gera estas críticas pelo que diz - pela forma objectiva, racional e de profunda fé em que o diz, pelo que faz - não temendo à luz dos evangelhos por o dedo nas feridas de uma sociedade secularizada, individualista e relativista, fiel sempre à verdade na caridade e, mas acima de tudo, pelo que É - o Vigário de Cristo na terra.

Mensagens populares deste blogue

Se eu fosse filmado secretamente...

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

OS JOVENS DE HOJE segundo Sócrates