Todos somos responsáveis


Vasco Pulido Valente começa assim a sua crónica de sábado passado: "Em 2015 não devemos esperar muito do futuro, porque nós próprios somos responsáveis pelo nosso destino e a nossa responsabilidade, talvez não por nossa exclusiva culpa, não é muita".
Pode ser que tenha razão, mas pelo meu lado, não me conformo em prescindir da responsabilidade pelo meu destino. Assim, desde há algum tempo tenho vindo a reunir na página do blog Povo Razões da política ou políticas com razão, artigos e documentos que fundamentam um argumentário dos temas da vida em sociedade e que correspondem ao modo como percebo a minha responsabilidade perante o bem comum. À medida que o tempo for passando a página ir-se-á enchendo; desde já agradeço a participação do povo que lê este Povo.
Deste modo de arrumar ideias e informação, surgiu a ideia de também dedicar uma página ao recém iniciado Jubileu da Misericórdia e que estará disponível e irá sendo actualizada durante este ano jubilar
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Sou mãe de um forcado. E agora?

O grande educador sexual

Suécia persegue parteiras que se negam a praticar abortos