terça-feira, 5 de julho de 2016

"Tecnoxicação"

ALEXANDRE REAL | Jornal de Negócios | 30 Junho 2016

A praga da tecnologia impregnou-se na nossa vida… a hiperconectividade está a provocar nas pessoas o chamado "tecnostress". Além do impacto na saúde o excesso de tecnologia tem grandes impactos socioprofissionais. Hoje sofremos de "tecnoxicação", ou seja, estamos intoxicados de tecnologia!
Já vai sendo raro procurar uma palavra no motor de busca mais popular do mundo e a resposta ser:
"A sua pesquisa - 'tecnoxicação' - não encontrou nenhum documento.
Sugestões:
• Certifique-se de que nenhuma palavra contém erros ortográficos.
• Tente utilizar outras palavras-chave.
• Tente palavras-chave mais gerais."
Procurando o termo em inglês, "tecnoxication" o resultado foi o mesmo…
Não, Google, eu não me enganei e a partir de hoje os dois termos enriquecerão o teu glossário dos multimilhões de palavras.
A praga da tecnologia impregnou-se na nossa vida… a hiperconectividade está a provocar nas pessoas o chamado "tecnostress". Além do impacto na saúde o excesso de tecnologia tem grandes impactos socioprofissionais.
Hoje sofremos de "tecnoxicação", ou seja, estamos intoxicados de tecnologia!
Não tenho dúvidas de que as clínicas de desintoxicação tecnológica terão um futuro próspero.
A tecnodependência está a deixar as empresas reféns como nunca, hoje é impensável não termos tecnologia no meio empresarial, no entanto, parece-me que muitas empresas não estão devidamente preparadas para os efeitos nefastos do abuso tecnológico ou até para situações de "crash" tecnológico. Além destes potenciais impactos objetivos nas empresas, preocupa-me muito ainda outros tipos de impactos.
A maioria dos profissionais que hoje estão no ativo foram educados e criados num ambiente de infonomia (necessidade ou mania de procurar sempre mais informação), ou seja, há alguns anos a facilidade de acesso à informação era muito diferente da atual. Passámos do oito para o oitenta, hoje a dificuldade não é o acesso, mas sim o excesso de informação que existe.
Este excesso de oferta de informação advém da evolução tecnológica. Também sabemos que informação é poder, mas é fundamental que esta informação seja devidamente tratada e que se transforme em conhecimento. Neste sentido tenho a certeza de que uma das áreas que terá mais emprego no futuro será a área da ciência da informação. Esta ciência é composta por um conjunto de disciplinas interdependentes que analisam e tratam devidamente toda a informação.
Outro impacto negativo da nossa tecnodependência é que estamos a ficar com profissionais cada vez menos criativos e muito formatados o que tem um elevado impacto negativo no processo de decisão das empresas.
No entanto, e apesar destes alertas, a tecnologia é fundamental para o desenvolvimento económico-social, mas é importante sabermos e estarmos alertados para todos os perigos que podem contemplar uma má utilização das ferramentas tecnológicas que hoje temos disponíveis.
Enviar um comentário