Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2013

Sobre os excelentes resultados das eleições autárquicas

JOÃO CARLOS ESPADA Público, 30/09/2013 O leitor já conhece os resultados das eleições autárquicas de ontem: eu, quando escrevo este artigo, ainda não. Já houve ontem na televisão dezenas de comentadores, analistas e líderes partidários interpretando os resultados. Uns terão dito que põem em causa o Governo. Outros, que não. Outros descobrirão sinais nas votações em listas independentes. Eu não sei nada disso. Mas acho que os resultados foram seguramente excelentes: porque os eleitores votaram livremente, porque as candidaturas foram livres, porque houve respeito mútuo e não houve violência. Andamos todos bastante irritados uns com os outros. Uns porque o Governo impõe austeridade. Outros porque a oposição é irresponsável e despesista. Uns ficam escandalizados com as decisões do Tribunal Constitucional. Outros ficam entusiasmados com essas mesmas decisões. Uns e outros acusam-se mutuamente de estarem a conduzir o país para o abismo. Devemos dar graças a Deus, e à nossa democracia, por todo…

João Paulo II e João XXIII vão ser canonizados a 27 de abril de 2014

Imagem
Papa Francisco presidiu a primeiro consistório ordinário desde a apresentação da renúncia ao pontificado de Bento XVI<![if !vml]>>. Cidade do Vaticano, 30 set 2013 (Ecclesia) – O Papa Francisco presidiu esta segunda-feira a um consistório ordinário público no Vaticano para aprovar as causas de canonização de João Paulo II e João XXIII, marcando a cerimónia para 27 de abril de 2014. A data escolhida coincide com o segundo domingo do tempo pascal, da Divina Misericórdia, celebração instituída por João Paulo II e na véspera da qual o Papa polaco faleceu, em 2005. Acelebraçãoteve início às 10h00 (menos uma em Lisboa), com a presença dos cardeais residentes e presentes em Roma. Durante a viagem de regresso do Brasil o Papa justificou a decisão de juntar no mesmo dia a canonização dos seus dois predecessores: "Fazer a cerimónia de canonização dos dois juntos quer ser uma mensagem para a Igreja: estes dois são bons, eles são bons, são dois bons". Francisco reconheceu oficialmen…

Regressar à realidade da troika

Imagem
Alexandre Homem Cristo Ionline, 2013-09-30
Por mais que o PS exiba a sua irresponsabilidade, o que é verdadeiramente relevante para o futuro do país mantém-se inalterado
1. A limitação dos mandatos autárquicos foi um fiasco. Perante os objectivos de combater clientelismos e evitar a perpetuação no poder, os números não entusiasmam. Com 138 presidentes de câmara impedidos de se recandidatar à mesma câmara, metade (68) candidatou-se no mesmo concelho a presidente da assembleia municipal. Muitos outros autarcas-dinossauros candidataram-se a câmaras municipais vizinhas. Entre todos eles, foram muitos os que ganharam. Ou seja, apesar da lei, as suas redes de poder permanecem montadas e operacionais. Em 2017 estarão de regresso. Afinal este mandato autárquico será apenas um breve interregno. 2. Durante a campanha eleitoral, foi irresistível a tentação de tornar estas eleições autárquicas uma avaliação do governo. Todos os partidos da esquerda o fizeram, e portanto todos assumiram que, apesar da…

As autárquicas de ontem (a frio)

Henrique Monteiro Expresso, Segunda feira, 30 de setembro de 2013 À hora em que escrevo estas linhas a soma dos votos do PSD e do CDS corresponde a 35%. O PS, que concorreu sozinho em todo o lado, salvo no Funchal, tem cerca de 36,1 por cento. À hora que escrevo estavam apuradas 97% das freguesias e o PS tinha ganho a maioria das Câmaras e, por essa via, a direção da Associação Nacional de Municípios. Daqui eu tiro conclusões que não são totalmente iguais ao que por aí corre. E são estas: 1)      O PSD foi fortemente penalizado (sem coligações não chega aos 18%), mas o PS não esmagou a direita. Os 36% socialistas, tendo em conta o estratosféricoscorede António Costa em Lisboa, não são extraordinários. Sobretudo se comparados com a soma 35% dos partidos do Governo, depois de este ter subido os impostos, ter cortado os salários e reduzido diversos direitos. Passos Coelho podia dar-se por satisfeito por não ter perdido mais que isto. O PS para ter aquela vitória que o embalasse para a maioria…

Leitura nacional

Imagem
Montanha de Sísifo 30 de Setembro de 2013 Carlos Guimarães Pinto Estando quase encerradas as contagens, chegou a hora de fazer algumas contas. José António Seguro já veio proclamar umavitória retumbante do PSe veio falar na inevitável leitura nacional dos resultados. Façamos então a leitura nacional dos resultados usando a melhor ferramenta para isso: os números. Comecemos pela distribuição de votos nas Câmaras Municipais: A CDU foi o grande vencedor da noite, aumentando a % de votos em 17,9%, enquanto que a coligação de governo e Bloco de Esquerda perderam 13,2% e 16,7% respectivamente. Note-se que o PS, após dois anos da oposição mais fácil que um partido pode fazer, apenas ganhou 1,4% (0,5 pontos percentuais). Em relação aos partidos de governo, uma perda de 13,2%, ou 5,7 pontos percentuais, é significante mas mesmo assim menos do que se esperaria para partidos de governo nas actuais condições políticas e económicas. Mas estes números escondem uma outra realidade: para fazermos de facto…

O erro de Kant

JOÃO CÉSAR DAS NEVES
DN 2013-09-30
"Isto está tudo errado. É preciso deitar fora e começar de novo." Desde a escola primária, todos conhecemos esta situação drástica e terrível. Mas o que é habitual nos desenhos e nos trabalhos de casa surge também aplicado a questões económico-sociais. Não faltam os que, desesperados com problemas agudos, propõem mudanças radicais no País, classe dirigente ou sistema internacional. É preciso repensar tudo. Quem o diz com seriedade tem em geral objectivos generosos e voluntaristas, mas não se dá conta da arrogância subtil de que é vítima. O mundo é como é, e se por acaso a existência não lhe agrada, ninguém lhe dará outra. Nem a natureza nem a humanidade lhe têm de prestar contas. Ninguém o nomeou sequer juiz, quanto mais proprietário da realidade. Tudo o que temos é dom, pois nascemos nus das nossas mães. Isso significa que uma gratidão fundamental é condição prévia para abrir os olhos todas as manhãs. Uma vontade empenhada de melhorar o que …

Escutar o Absoluto no ano da Fé - Nossa Senhora na música

Quem Quer ser Ignorante? Basta ligar a RTP

Correio da manhã, 2013-09-29 Eduardo Cintra Torres
Em resumo: a "estratégia" é fazer TV comercial, em vez de alternativa.
Anos atrás, fui contratado para verificar perguntas portuguesas e estrangeiras para concursos. Encontrei muitos erros, incluindo em perguntas da BBC. Os autores criavam perguntas a partir da Internet, meio em que há muita falta de rigor. O erro crasso e grave no Quem Quer Ser Milionário de quinta-feira foi decerto colhido na Internet: encontrei-o em dois sites. O ditado diz: "Dezembro frio, calor no Estio". Na RTP, Estio passou a "estilo". O concurso e a RTP inventaram um provérbio idiota e absurdo por ignorarem a palavra Estio, ou Verão. A falha é inaceitável. Revelou a ignorância de toda a equipa, incluindo da apresentadora, e a incompetência na criação e verificação das questões na produtora e na RTP, num programa pré-gravado. "Calor no estilo?" A concorrente bem disse que não lhe soava; o público no estúdio rechaçou essa opção…

One of us - Totais por país (à data de hoje)

CountryTotal signatures collected per countryMinimum necessaryPercentage achieved(at) Austria31.07914.250218,10%(be) Belgium3.84516.50023,30%(bg) Bulgaria69613.5005,16%(cy) Cyprus1.9034.50042,29%(cz) Czech Republic7.54416.50045,72%(de) Germany103.60674.250139,54%(dk) Denmark6.0309.75061,85%(ee) Estonia3.6124.50080,27%(el) Greece2.49416.50015,12%(es) Spain67.51140.500166,69%(fi) Finland9259.7509,49%(fr) France90.79355.500

Carta a quem não crê - carta do Papa Francisco ao jornalista italiano do La Reppublica Eugenio Scalfari

Solidariedade e sobriedade

Há um valor que pode salvar a vida dos pobres e, contemporaneamente, a dos ricos: a solidariedade, que nasce de uma vida sóbria e gera uma vida sóbria. (Cardeal Tarcisio Bertone) ler aqui

29 de Setembro - Os três arcanjos: S. Miguel, S. Gabriel, S. Rafael

O Anjo

O Anjo que em meu redor passa e me espia
E cruel me combate, nesse dia
Veio sentar-se ao lado do meu leito
E embalou-me, cantando, no seu peito.

Ele que indiferente olha e me escuta
Sofrer, ou que, feroz comigo luta,
Ele que me entregara à solidão,
Poisava a sua mão na minha mão.

E foi como se tudo se extinguisse.
Como se o mundo inteiro se calasse,
E o meu ser liberto enfim florisse,
E um perfeito silêncio me embalasse. Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004)

Caminhada pela vida - Um de nós

O pobre Lázaro, o rico e a (in)justa distribuição da riqueza

Imagem
Não se trata apenas de vencer a fome, nem tampouco de afastar a pobreza. O combate contra a miséria, embora urgente e necessário, não é suficiente. Trata-se de construir um mundo em que todos os homens, sem exceção de raça, religião ou nacionalidade, possam viver uma vida plenamente humana, livre de servidões que lhe vêm dos homens e de uma natureza mal domada; um mundo em que a liberdade não seja uma palavra vã e em que o pobre Lázaro possa sentar-se à mesa do rico. Isto exige, da parte deste último, grande generosidade, muitos sacrifícios e esforço contínuo. Compete a cada um examinar a própria consciência, que agora fala com voz nova para a nossa época. Estará o rico pronto a dar do seu dinheiro, para sustentar as obras e missões organizadas em favor dos mais pobres? Estará disposto a pagar mais impostos, para que os poderes públicos intensifiquem os esforços pelo desenvolvimento? A comprar mais caro os produtos importados, para remunerar com maior justiça o produtor? E, se é jovem,…