terça-feira, 12 de julho de 2016

A VITÓRIA DE UM POVO!

Fiquei a pensar no facto de ser um português nascido em Bissau, que meteu o golo que levou Portugal a ser Campeão Europeu e assim nos deu uma imensa alegria e encheu de orgulho.

Pensei de imediato em todos os portugueses guineenses, que serviram nas Forças Armadas Portuguesas, durante a guerra do Ultramar, (os quais tive a honra e o orgulho de comandar na Guiné), e que foram miseravelmente abandonados à sua “sorte”, após o 25 de Abril.
E pensei, claro, que este golo, deste nosso Éder, foi uma homenagem sublime a todos eles, nos quais pulsava e pulsa uma alma portuguesa.
Guardo-os no coração, com um misto de orgulho e profunda vergonha por nada ter feito ou ter conseguido fazer por eles.

Depois vi as manifestações de alegria em Timor, na Guiné, em Angola, no Brasil, e com certeza também em todos os lugares do mundo por onde os Portugueses passaram e estão ainda.

«Ditosa Pátria que tais filhos tem.»

Que não venham os governantes de hoje ou de ontem colocar-se em “bicos de pés”, porque esta vitória é a vitória de um povo, (ao qual tenho a maior ventura e orgulho de pertencer), o Povo Português, de uma Nação Valente e Imortal, a Nação Portuguesa, e de um ser e modo de estar no mundo: PORTUGAL!


Marinha Grande, 11 de Julho de 2016
Joaquim Mexia Alves
Enviar um comentário