terça-feira, 30 de agosto de 2016

Oh camarada Jerónimo, seja comunista!

Camilo Lourenço
Jornal de Negócios, 20160830

Já olhou para a fatura do seu IMI? Não ficou contente pois não? Agora vá ver a fatura de IMI que os partidos pagam pelos imóveis que têm... Exato: pagam zero. Não, não perca a cabeça e guarde os insultos para mais tarde.

Os partidos (e os sindicatos, que estão muito caladinhos!) têm mais de 27 milhões em imóveis. Os do PCP valem mais de 14 milhões de euros. Mas não pagam rigorosamente nada. Nem os partidos nem os sindicatos (com destaque para a CGTP). Enquanto isso, as famílias têm de pagar o couro e o cabelo por um simples imóvel a que chamam "lar". Só isto chega para mostrar o nível de podridão a que chegou a política portuguesa (até agora só o CDS se pronunciou a favor da mudança).
Nas últimas semanas, depois da estupidez do agravamento do IMI via "exposição solar", o assunto foi glosado à exaustão nas redes sociais. De tal forma que o PCP se viu obrigado a falar do problema. Jerónimo de Sousa veio dizer que os imóveis do PCP não foram obtidos nem à base de favores políticos nem de grupos económico-financeiros.
O camarada Jerónimo sabe muito bem que o problema não é esse; é não pagar IMI, ao contrário do que acontece com alguns milhões de portugueses. Vou deixar uma sugestão a Jerónimo de Sousa: ganhe coragem e seja um verdadeiro comunista. Ou seja, contribua como o resto dos portugueses!
Enviar um comentário