Vaticano: Bento XVI completa 86 anos

Papa Francisco lembrou aniversário do seu antecessor e pediu que Deus o «conforte»
Cidade do Vaticano, 16 abr 2013 (Ecclesia) – O Papa emérito Bento XVI completa hoje 86 anos de idade, data assinalada no Vaticano pelo seu sucessor, Francisco, na missa a que presidiu esta manhã.
"Ofereçamos a missa por ele (Bento XVI), para que o Senhor esteja com ele, o conforte e lhe dê muita consolação", declarou o novo Papa, na homilia da celebração a que presidiu na capela da Casa de Santa Marta.
Joseph Ratzinger nasceu em Marktl am Inn (Alemanha), no dia 16 de abril de 1927, e passou a sua infância e adolescência em Traunstein, uma pequena localidade perto da Áustria.
Nos últimos meses da II Guerra Mundial (1939-1945), foi arrolado nos serviços auxiliares antiaéreos pelo regime nazi.
O Papa alemão lembrou a sua infância num diálogo durante o último Encontro Mundial das Famílias, em junho de 2012, na cidade de Milão, recordando a importância do domingo, com a missa, e da música na sua própria família.
"Éramos um só coração e uma só alma, com muitas experiências comuns, mesmo em tempos muito difíceis, porque era o tempo da guerra, como antes fora o tempo da ditadura e, depois, o da pobreza", disse.
Juntamente com o seu irmão Georg, foi ordenado padre a 29 de junho de 1951; dois anos depois, doutorou-se em teologia com a tese 'Povo e Casa de Deus na doutrina da Igreja de Santo Agostinho'.
De 1962 a 1965, participou no Concílio Vaticano II como 'perito', após ter chegado a Roma como consultor teológico do cardeal Joseph Frings, arcebispo de Colónia.
Em 25 de março de 1977, o Papa Paulo VI nomeou-o arcebispo de Munique e Frisinga; a 28 de maio seguinte, recebeu a sagração episcopal e escolheu como lema episcopal 'Colaborador da verdade'.
O mesmo Paulo VI criou-o cardeal, no consistório de 27 de junho de 1977.
Em 1978, participou no Conclave, celebrado de 25 a 26 de agosto, que elegeu João Paulo I; este nomeou-o seu enviado especial ao III Congresso Mariológico Internacional que teve lugar em Guayaquil (Equador) de 16 a 24 de setembro; mo mês de outubro desse mesmo ano, participou também no Conclave que elegeu João Paulo II.
O Papa polaco nomeou o cardeal Ratzinger como prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e presidente da Pontifícia Comissão Bíblica e da Comissão Teológica Internacional, em 25 de novembro de 1981.
No dia 19 de abril de 2005 foi eleito como o 265.º Papa, sucedendo a João Paulo II; a 11 de fevereiro de 2013, Dia Mundial do Doente e memória litúrgica de Nossa Senhora de Lourdes, anunciou a renúncia ao pontificado, com efeitos a partir do dia 28 do mesmo mês, uma decisão inédita em quase 600 anos de história na Igreja Católica.
O Papa alemão evocou a "avançada idade" para justificar a sua decisão e abrir caminho à eleição do seu sucessor, Francisco.
Bento XVI encontra-se na residência pontifícia de Castel Gandolfo, arredores de Roma.
Joseph Ratzinger realizou 24 viagens ao estrangeiro, incluindo um visita a Portugal, entre 11 e 14 de maio de 2010, com passagens por Lisboa, Fátima e Porto.
Bento XVI assinou três encíclicas e presidiu a três Jornadas Mundiais da Juventude, para além de ter convocado cinco Sínodos de Bispos, um Ano Paulino, um Ano Sacerdotal e um Ano da Fé, que decorre até novembro.
Bento XVI encerrou em 2012 a sua trilogia sobre 'Jesus de Nazaré' com um livro sobre a infância de Cristo e assinou um artigo sobre o Natal no jornal económico 'Financial Times'; em 2010 foi lançado o livro-entrevista «Luz do Mundo», de 2010, resultante de uma conversa com o jornalista alemão Peter Seewald.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Se eu fosse filmado secretamente...

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência