O Mosteiro Mater Ecclesia, que receberá Bento XVI em breve

Cidade do Vaticano (RV) – Estes últimos dias de abril vêem a finalização das reformas do Mosteiro Mater Ecclesia, que deverá acolher um personagem ilustre nos próximos dias, Bento XVI. É um mosteiro único na cristandade, pela sua localização, carisma e breve, mas antiga história.

O Mosteiro Mater Eclesia localiza-se quase no centro do minúsculo território vaticano, na metade da colina cuja encosta dá para a Basílica, entre a atual Via do Observatório e a antiga muralha leonina. Na sua frente, um exemplar de Corticeira-do-banhado (Erythrina crista galli), árvore comum no Brasil, Argentina e Paraguai.

Era 13 de maio de 1994, nascia a comunidade feminina de vida contemplativa, que assumia uma missão nova, mas ao mesmo tempo antiga. De uma forma inédita, o Mosteiro Mater Ecclesiae, insere-se na longa tradição das mulheres que, desde o Calvário, apoiam, com oração, inicialmente o caminho de Jesus, e depois, os sucessores de Pedro.

De 1994 a 2012, sucederam-se no mosteiro quatro entre as mais conhecidas ordens de clausura: Clarissas, Carmelitas descalças, Beneditinas e Visitandinas. Mesmo que cada uma tenha levado seu próprio carisma e tradição, o fizeram observando as regras e constituições na dependência direta do Papa.

Nos Estatutos de fundação do Mosteiro, desejado por João Paulo II, lê-se que "o objetivo específico desta comunidade é o ministério da oração, da adoração, do louvor e da reparação. Para ser assim, se reza no silêncio e na solidão em apoio ao Santo Padre".

Nos seus 18 anos de vida, resplandeceu no mosteiro a autêntica catolicidade, a riqueza e a diversidade da Igreja. Cardeais, Bispos, religiosos e leigos visitavam cotidianamente o local. Em 2008, o Papa Ratzinger foi até lá. A Priora Beneditina Madre Maria Sofia Cichetti, contou ao L'Osservatore Romano que ele pediu: "com muita humildade e com sofrimento paterno, de rezar em particular por ele, porque, afirmou 'a cruz do Papado às vezes é muito pesada e sozinho não consigo carregá-la' ".

Cinco anos após Bento XVI decidiu assumir diretamente aquela 'missão específica'. E daquele mesmo mosteiro onde tanto se rezou por ele, será ele a rezar pelo seu sucessor e por toda a Igreja.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência

Se eu fosse filmado secretamente...