Orgulho?!

DESTAK | 11 | 01 | 2012   18.34H
João César das Neves | naohaalmocosgratis@ucp.pt
Temos muito orgulho na governação que fizemos. Assumimos completamente tudo aquilo que fizemos (…) Olhando para trás hoje se calhar algumas coisas teriam sido feitas mais cedo ou de maneira diferente, mas esse PS foi um PS que sempre acreditou em Portugal. Provavelmente num ou noutro momento se terá excedido por uma confiança e por uma determinação muito grande, acreditando no país e nos portugueses. Por muito que possa ter havido aí algum excesso, isso é muito melhor que a desistência de Portugal e dos portugueses que nós vimos neste Governo». Estas são palavras de Carlos Zorrinho, líder da bancada socialista, à TSF a 4 de Janeiro. Afinal as loucuras furiosas que arruinaram o país nos últimos seis anos não passam de «algum excesso» causado «por uma confiança e por uma determinação muito grande». A derrocada financeira, o buraco monstruoso nas contas públicas, os abusos, escândalos, clientelismo, tentativas de manipulação de jornais e funcionários, e maior crise económica da nossa história moderna, é apenas resultado de o partido «num ou noutro momento se ter excedido». Tudo desculpado afinal, porque «esse PS foi um PS que sempre acreditou em Portugal».É elegante da actual direcção do partido ter orgulho e assumir completamente os terríveis disparates anteriores. E, ao menos, já admite que «se calhar algumas coisas teriam sido feitas mais cedo ou de maneira diferente» (como ter saído do poder em 2007, por exemplo). Mas a pergunta crucial é: com um tal grau de autismo, como quer o Professor Zorrinho ser levado a sério? 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência

Se eu fosse filmado secretamente...