Frase do dia

Razão é a consciência da realidade segundo a totalidade dos factores
Luigi Giussani
Razoável é portanto, olhar para a realidade não omitindo nada, um esforço de uma vida inteira, uma educação.
Não é razoável ser parcial, olhar apenas para uma parte, ser preconceituoso, ser superficial, generalizar sem fundamento, justificar acções por razões secundárias.
Dois exemplos de irrazoabilidade demonstradas na imprensa de hoje:
João César das Neves no Diário de Notícias usa o mito histórico do mar tenebroso que construiu monstros, ameaças e colossos como referência para comparação com as dificuldades financeiras de hoje. O medo de uns e outros resulta de não olhar para a realidade com a razão, isto é, considerando todos os factores.
Nuno Pacheco no Público ilustra a incompetência do Acordo Ortográfico que se esqueceu de incluir regras que evitem a confusão. Confusão é o resultado de olhar para a realidade de modo parcial e superficial.
Finalmente, para perceber o que realmente aconteceu na passada sexta-feira, na votação “das barrigas de aluguer”, o melhor mesmo é ler a história contada por José Ribeiro e Castro.
Olhar para os santos, muito especialmente para os dois santos mártires lembrados ontem, S. Vicente, padroeiro, principal de Lisboa e sábado, Santa Inês, é uma parte importante desta educação de olhar a realidade segundo a totalidade dos factores; só assim, se pode, paradoxalmente, ganhar a vida, perdendo-a.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência

Se eu fosse filmado secretamente...