domingo, 18 de setembro de 2016

Eu acho! A propósito da eutanásia do jovem de 17 anos na Bélgica

Sofia Guedes, Facebook, 20160918

Hoje, neste Sec. XXI, decide-se pelo "eu acho". O verbo achar, também já não significa o que de verdade deveria significar. Achar é procurar a razão. É fundamentar com profundidade. E pelos vistos não ê o que acontece.
Em nome de uma falsa compaixão, mata-se. A ciência já nem precisa de "achar" meios para aliviar a dor. O coração do homem não precisa de amar sofrendo com o outro, dando-lhe sempre uma razão para viver. 
Hoje sabemos que existem muitos meios para aliviar a dor, sem para isso ter que dizer à pessoa que sofre: "olha, o melhor é morreres, eu mato-te ou mando-te matar!", claro isto sempre com uma linguagem cheia de "paninhos quentes".
Devíamos ter vergonha de nos assumirmos uma geração de cobardes, insensíveis, egoístas, irracionais.
Eu não alinho neste fútil "achar" e por isso não "acho" porque já me decidi e no próximo domingo dia 25 e no domingo dia 2 de Outubro, estarei com dezenas de jovens à saída das missas da igrejas do Estoril e cascais a recolher assinaturas para a petição TODA A VIDA TEM DIGNIDADE. Assinem também online e divulguem. Já temos mais do que a petição a favor da eutanasia que já foi entregue na AR!
Há muito para fazer e já!
Enviar um comentário