quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Testemunho de San Jose, CA

DAMIAN, SAN JOSE CA      http://www.pagetwo.us

Caros amigos, sei que os resultados da noite passada causaram uma avalanche de emoções nas nossas comunidades, desde choque e repulsa a alegria e alívio, e quantas mais pelo meio. Independentemente do lado por que estavam a torcer, e mesmo que fosse por nenhum, é claro que estamos numa mudança de época como o Papa Francisco a chamou. 

A política certamente influencia o nosso contexto e temos que nos envolver nela. É um incentivo para dialogar uns com os outros, e para tentar trazer mudança positiva na sociedade. Mas a nossa esperança não pode ser a de que um ou outro grupo ganhe poder na história. Podemos ter esperança porque cada um de nós se torna parte da história da salvação, o que é ultimamente resumido na palavra "Misericórdia".

Há 2000 anos, a Palestina era uma pequena colónia de um gigante Império Romano. Para os analista desse tempo, as fortunas políticas do Império pareciam os factos mais importantes a ter em conta. A maioria das pessoas não fazia ideia de que o evento mais disruptivo para o mundo - o aparecimento de um profeta itinerante de Nazaré - estava a acontecer no seu âmago. Apenas algumas pessoas se deram conta, mas entre essas pessoas, algo extraordinário tinha nascido. 

 Por isso, a noite passada fez-me querer levar a minha vocação como testemunha da misericórdia, mais a sério, junto da minha família, dos meus amigos, dos meus colegas. Sozinho, no entanto, serei um fracasso miserável, já que me conheço muito bem. Por isso espero que me possam ajudar, já que Cristo nos juntou como companheiros neste momento único na história, neste lugar único no mundo, neste carisma único. E temos boas referências no D. Giussani, no Padre Carrón e no Papa Francisco. Temos apenas que ser criativos e segui-los. 

///////////////////////// 


WITNESS—Dear Friends, I know the results last night’s election caused a whole host of emotions throughout our communities, from shock and disgust to relief and joy, and everything in between. Whatever side you were rooting for – or no side at all –it is clear that we are in an “epochal shift,” as Pope Francis has said called it.

Politics certainly shapes the context we are in, and we have to be engaged with it. It provides a reason for us to dialogue with others, and a way to try and effect positive change in society. But our hope cannot be in one group or another achieving power in history. We can have hope because each of us has become part of the history of salvation, which is ultimately summed up in the word “Mercy.”

2000 years ago, Palestine was a small colony of the massive Roman Empire. For observers of the time, the Empire’s political fortunes seemed like the most significant facts to pay attention to. Most people had no idea that the most earthshaking event – the appearance of an itinerant preacher from Nazareth – was taking place right in their midst. Only a few people took notice, but out of those few people, something tremendous was born.


So last night has made me want to take my vocation as a witness to Mercy in this world more seriously, among my family, my friends, my students, my co-workers. On my own, though, I’ll be a miserable failure, since I know myself pretty well. So I hope you can help me, since Christ has joined us together as companions in this unique moment in history, in this unique place in the world, in this unique charism. And we’ve got good models in Fr. Giussani, Fr. Carrón and Pope Francis. We just need to be creative and follow their lead.

Enviar um comentário