Conceição Maia

ANTÓNIO MARIA PINHEIRO TORRES   14.11.16 

Lembro-me da Conceição Maia (tem uma fotografia dela abaixo neste email) desde os primórdios dos Juntos pela Vida em 1996-1997. Com o marido José, uma companhia infatigável nas nossas batalhas, sempre presente com aquela simultâneas convicção, fé, seriedade, bom senso, disponibilidade e doçura dos Focolares.
Nosso Senhor está decididamente resolvido a reforçar as nossas fileiras no Céu que pelos vistos é o que precisamos apesar da dor e confusão que experimentamos. Rezemos pela sua família e pelo movimento dos Focolares que ainda há pouco viu o Paulo Melo ser chamado à casa do Pai.
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Sou mãe de um forcado. E agora?

Suécia persegue parteiras que se negam a praticar abortos

Gomes-Pedro: “A mãe não precisa de descansar e dormir, precisa é de namorar com o seu bebé”