segunda-feira, 14 de novembro de 2016

O que o filho de Leonard Cohen tem a agradecer ao pai

DN         13.11.26

Adam Cohen escreveu neste domingo na sua página de Facebook, depois de, segundo o próprio, ter "acabado de enterrar" o pai, o músico e poeta que morreu na quinta-feira aos 82 anos
"A minha irmã [Lorca] e eu acabámos de enterrar o meu pai em Montreal. Apenas com a família próxima e alguns amigos de longa data presentes, ele foi descido até à terra num caixão de pinho sem adornos, ao lado da sua mãe e do seu pai. Exatamente como ele pediu", escreveu Adam Cohen, um dos dois filhos de Leonard Cohen, este domingo na sua página de Facebook.

Adam trabalhou com o pai, o poeta e músico canadiano que morreu nesta quinta-feira, aos 82 anos, no seu último álbum, You Want it Darker, editado em outubro.

O que começava por informar os fãs de Cohen acerca das suas exéquias, revelar-se-ia quase uma carta de agradecimento ao pai, que no final agradece a todos os que o seguiram até à sua morte: "Enquanto escrevo isto penso na sua combinação única de desaprovação em relação a si mesmo e dignidade, a sua elegância acessível, o seu carisma sem descaramento, o seu cavalheirismo de outro tempo e a laboriosa torre do seu trabalho. Há tanto por que gostava de lhe agradecer apenas uma última vez. Agradecer-lhe-ia pelo conforto que sempre prestou, pela sabedoria que concedeu, pelas maratonas de conversas, pela sua inteligência brilhante e humor. Agradecer-lhe-ia por me dar e ensinar a amar Montreal e a Grécia. E agradecer-lhe-ia pela música, primeiro pela sua música, que me seduziu quando era rapaz, depois por me ter encorajado a fazer a minha própria música, e por fim pelo privilégio de poder fazer música com ele. Obrigado pelas vossas amáveis mensagens, pelas vossas condolências sem fim, e pelo vosso amor pelo meu pai."
Enviar um comentário