domingo, 15 de maio de 2016

Regresso à selva

João Pereira Coutinho
Correio da manhã 15.05.2016 

Os ‘direitos dos animais’ podem ser um regresso à selva. 

O Papa Francisco lamenta a compaixão por animais e a indiferença perante o próximo. Cliché? Não creio. A observação relembra-nos por que motivo os ‘direitos dos animais’ passaram a ser tópico quente. As razões são religiosas: como defendem vários especialistas na matéria, os animais só passaram a figurar na preocupação dos humanos quando Deus foi declarado morto e enterrado. Se nós já não somos feitos à imagem e semelhança do Criador, então somos meros seres vivos sem nenhum estatuto especial. Racionais? Esqueçam: como informava recentemente o ‘New York Times’, parece que até os insectos têm capacidade de reflexão. A prazo, não será de excluir que a posse de um animal seja equiparada à escravatura. E que o uso de insecticidas seja uma forma de ‘genocídio’. Curioso: a Humanidade conseguiu sair da selva; mas com os animais postos no altar, teremos a selva novamente à nossa porta.

Enviar um comentário