quinta-feira, 31 de março de 2016

Parvoíce em Estado Puro




Pode ser que este tipo de declarações aparvalhadas deixe em êxtase algumas esquerdas mais histriónicas e que trocam o pensamento pelo lugar comum mais básico, com fundamentação em “estudos” que, se excluirmos os relatórios da OCDE feitos pelo especialista do costume, nunca conseguem nomear com rigor. É bem verdade que neste milénio os nossos primeiros ministros se excederam na arte do disparate sempre que falam em Educação. António Costa é apenas mais um, só que com menos desculpas, por razões de ordem familiar. Ou não, pois nunca se sabe o que anda pela cabeça das pessoas. Já me cansei de tentar que se distinguisse uma prova final com 30% de peso na classificação de um exame eliminatório. É escusado; pior do que gente burra é aquela gente que sabe que está a distorcer a verdade mas o faz por conveniência demagógica e populista. É o que acho de muita gente do PS e do Bloco a este respeito. Sabem que estão a falsear a verdade, mas insistem nisso. Tal como nos tempos de MLR ou Crato é inútil tentar manter um diálogo ou debate racional, porque eles não estão sequer disponíveis para isso. excluo desta apreciação, os muitos professores no terrenos que colocam o rigor acima da sua filiação partidária. Convivo com eles todos os dias, não os confundo com isabéismoreiras.
Dito tudo isto, gostava apenas de saber porque é que, se estes “exames” são tão maus e tão “nocivas” as “más práticas” das escolas que “afunilavam o seu trabalho só a pensar em preparar os alunos para os ditos cujos, se vai permitir a manutenção este ano da sua realização. Se uma prática é má e os seus efeitos são nocivos, não se entende que se autorize a sua permanência. Porque se era tamanha a urgência pela eliminação da prática de “apuramento da raça” porque é que se anunciou que este ano ainda se pode continuar a fazer isso. O argumento fecal que invoca em vão a “autonomia das escolas” é apenas isso mesmo… algo que fede imenso.Assim como atirar para cima do PR e de ISabel Alçada a paternidade do “compromisso” a esse respeito. Poderia explicar melhor, mas só se valesse a pena perder tempo a bater com a cabeça em cimento. O que não me apetece.
Isto é mau, demasiado mau. Um PM que parece achar que está numa disputa de fedelhos em busca da maior baboseira do pátio. É um espectáculo deprimente e augura um período mau, bastante mau, em termos de Educação se é a este nível que vamos continuar a tentar discutir estes temas.
Por fim, quem achar que este texto é uma defesa de Passos Coelho ou Crato, desengane-se. Passos Coelho é alguém também profundamente ignorante nestas matérias, que só sabe falar depois de ler sebentas mal lambidas. Neste caso, apenas teve a imensa sorte de António Costa ter atingido um patamar novo de excelência na baboseira.
AntCosta
Enviar um comentário