segunda-feira, 28 de março de 2016

mais ou menos sobre a indisciplina nas escolas

Rodrigo Moita de Deus, 31 da Armada, 28.03.16
Há uns tempos ouvi um interessante fórum TSF sobre a indisciplina nas escolas. É consensual que o problema aumenta de dia para dia. O porquê é menos consensual. Cada corporação tem a sua opinião e cada opinião tem a sua razão. Os professores queixam-se do número de alunos e da falta de educação. Os pais queixam-se dos professores e dos outros alunos. Os funcionários queixam-se da vida e do ordenado. Os diretores queixam-se da falta de funcionários. Toda a gente se queixa da autonomia ou da falta dela (ainda não percebi).
Falta dizer o mais simples: a escola é uma seca. Objetivamente uma seca. Os miúdos hoje crescem com o controlo da playstation numa mão e um ipad na outra. Têm infografia em casa, multimédia no supermercado e daqui a uns meses óculos VR no telemóvel. Conhecem o mundo na wikipedia e socializam nas redes. E a escola? A escola é uma seca. É o ambiente menos estimulante a que estão expostos durante a semana inteira. O que não deixa de ser irónico. E problemático. Durante séculos a escola foi o ambiente mais estimulante de todos os ambientes. O local onde o homem se familiarizava com o conhecimento. Hoje os muppies da rua são mais interactivos que as salas de aula e o conhecimento está no Google com pesquisa indexada. Enquanto isso continuamos a pensar na cartilha. A escola é uma seca. A indisciplina é só um sintoma.
Enviar um comentário