terça-feira, 19 de abril de 2016

Os quinze anos do Povo

POVO 19.4.16 
Por estes dias o Povo faz quinze anos. A data não é certa porque naqueles primórdios das mailing lists foram enviadas umas mensagens de teste e depois iniciou-se o envio mais regular mas sem cortar fita nenhuma. 
Na página 4, "2004: A mensagem 1000" conta como tudo começou.
15 anos é tempo que merece uma menção especial e, por isso, escolhi para este Jornal das Boas Notícias, uma notícia ou artigo por ano. A escolha é um bocadinho casual: são todos, ou quase, do mês de Abril, apesar de haver duas ou três excepções. O título é precedido pelo ano em questão.
As excepções mais significativas dizem repeito a acontecimentos significativos da vida que entretanto correu, porque 15 anos são um tempo considerável na vida de uma pessoa.
Com a devida vénia aos autores do Comunicado final do Meeting Lisboa 2016, uso partes deste texto:
A Boa Notícia que desejo é uma afeição nova, uma nova humanidade que não é uma vanguarda, mas o Resto de Israel, uma unidade entre aqueles que reconhecem de muitos modos uma presença que dá significado ao tempo que passa.
Esta presença é testemunhada de muitas formas por tantos que foram companhia ao longo destes quinze anos.
Quero lembrar a Carla Agria que morreu há três dias e cuja vida foi uma memória permanente e eloquente desta presença (Memores Domini) que salva a nossa humanidade.
No tempo, o reconhecimento desta presença na vida que acontece, constrói um povo - uma realidade colectiva sui generis que vive da liberdade e da consciência de cada um
Pedro Aguiar Pinto
Enviar um comentário