Os temas fracturantes e o PS (1)

Vasco Mina, Corta-fitas, 21.09.15
Ao contrário do que acontece com a Segurança Social (que desconhece por completo o que significam as suas propostas), aqui o líder do PS é bem claro quanto às suas intenções. António Costa declarou que “Reabriremos a legislatura revogando de imediato a legislação que aprovaram” sobre as alterações às regras da interrupção voluntária da gravidez e que resultaram de uma Iniciativa Legislativa de Cidadãos (ILC) e que recolheu o apoio de cerca de 50.000 cidadãos. Que medidas foram então aprovadas no âmbito desta legislação e que António Costa quer revogar:
a) A mulher em risco de aborto terá sempre apoio psicológico; 
b) A mulher em risco de aborto terá sempre apoio social; 
c) A mulher no âmbito do processo de IVG terá obrigatoriamente uma consulta de Planeamento Familiar; 
d) Nos locais próprios (Hospitais, Conservatórias, Centros de Saúde) será disponibilizada informação sobre o valor da vida, da maternidade e da infância; 
e) Na consulta prévia ao processo de IVG será também fornecida informação de Apoio à Vida e à gravidez; 
f) No aconselhamento à grávida participarão não só organismos públicos como também IPSS; 
g) dignificação dos médicos e enfermeiros objetores de consciência e no reconhecimento da sua não discriminação; 
h) introdução de taxas moderadoras. 
São esta medidas que António Costa quer revogar e por isso quem concorde tem apenas de votar PS
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Sou mãe de um forcado. E agora?

O grande educador sexual

Suécia persegue parteiras que se negam a praticar abortos