O escândalo VW

Francisco Sarsfield Cabral
RR online 24 Set, 2015

O mais grave deste escândalo é que, tudo indica, não se trata de um engano, de uma falha técnica. Como escreveu o Financial Times, ninguém instala um software tão inteligente como este por acidente. Houve intenção de enganar os clientes e os supervisores.
As autoridades norte-americanas desencadearam um processo-crime contra a Volkswagen dos Estados Unidos. Além disso, a VW arrisca naquele país uma multa que poderá chegar aos 18 mil milhões de dólares (16 mil milhões de euros),
É que, entre 2009 e 2015, a empresa - campeã mundial na venda de automóveis - vendeu naquele mercado 482 mil carros a gasóleo, equipados com um software que falseava os testes de poluição. Mas, segundo a própria VW, esse problema afecta pelo menos onze milhões de veículos do grupo (VW, Audi, Skoda, Porsche, etc.). A Coreia do Sul e vários países europeus, incluindo a Alemanha, já estão a investigar, até porque é na Europa que são vendidos três quartos dos carros a gasóleo que circulam no mundo.
O mais grave deste escândalo é que, tudo indica, não se trata de um engano, de uma falha técnica. Como escreveu o Financial Times, ninguém instala um software tão inteligente como este por acidente. Houve intenção de enganar os clientes e os supervisores.
Não é só no sector financeiro que alguns gestores tentam tornear as leis recorrendo a métodos criminosos.
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Sou mãe de um forcado. E agora?

O grande educador sexual

Suécia persegue parteiras que se negam a praticar abortos