O amor é indivisível

A propriedade da quantidade é poder-se sempre dividir e a propriedade do amor é querer-se sempre dar todo.
Pe. António Vieira

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Sou mãe de um forcado. E agora?

Gomes-Pedro: “A mãe não precisa de descansar e dormir, precisa é de namorar com o seu bebé”

Carta à minha filha