Tornar-se católico é aprender a pensar


Esta é uma das mais comuns e enganadores ilusões acerca do que acontece a um convertido. De modo atabalhoado as pessoas confundem o testemunho normal dos convertidos acerca de terem encontrado a paz moral com a ideia de terem atingido o repouso mental, no sentido que o repouso tem de inacção…. Porém, tornar-se católico não é deixar de pensar, mas antes, aprender a pensar."

G.K. Chesterton: 'The Catholic Church and Conversion.'

Comentários

Mensagens populares deste blogue

OS JOVENS DE HOJE segundo Sócrates

Como se calculam os 40 dias de Quaresma?