Deslumbramento

Estive com o Fernando há duas semanas, lá em casa. Tinha acabado de ter alta do IPO, após 5 dias de internamento.
Tive o privilégio, a sorte de falarmos durante mais de duas horas. Voltei a agradecer-lhe o exemplo.
Disse-lhe, com a sinceridade que ele me permitia: vós os dois, Fernando e Leonor, sois um ideal, sois os melhores. Os melhores.
A dada altura chorámos, abraçados.
Não chorei por estar triste: chorei por deslumbramento; chorei por alegria; chorei por não conseguir conter a quantidade de amor e fé que o Fernando me transmitia.
Vimos álbuns de fotografia; falámos de viagens; fomos servidos pela Leonor; moí o juízo à Teresinha.
Agendámos um jantar.
O Fernando já está em casa. O seu sorriso, aquele sorriso, já nos alegra a partir do Céu. O jantar está agendado, Fernando. Grande abraço do amigo muito, muito agradeçido

João Paulo Malta

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Se eu fosse filmado secretamente...

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência