domingo, 23 de outubro de 2016

Nem todos teremos o "privilégio" de morrer numa peregrinação a Fátima.

JOÃO SILVEIRA  FACEBOOK  11-10-2016


Foi com grande surpresa que recebi a notícia da morte do Pedro Aguiar Pinto. Não sabemos o dia nem a hora, a única solução é estarmos sempre preparados.

Do que sei posso dizer que o Pedro sempre me pareceu um óptimo marido e um grande pai de família. Nunca foi meu professor mas falei com vários alunos que lhe teceram rasgados elogios. A última vez que falámos foi sobre uma festa de mau gosto organizada no "seu" Instituto Superior de Agronomia, e que, infelizmente, não tinha poder para impedir. Deixou sempre a sua marca de cristão na universidade, tendo contribuído bastante para o Núcleo de Estudantes Católicos do ISA.

Lembro-me perfeitamente duma Assembleia na qual o Pedro se deu ao luxo de corrigir uma interpretação feita pelo Pe. João Seabra. E a sua visão da situação, que estava a ser discutida, foi de tal forma profunda e verdadeira que o Pe. João prontamente admitiu que o Pedro tinha razão.

Tínhamos blogues "concorrentes". Mas na prática cooperávamos na troca de bons textos e opiniões sobre vários temas. A comparar com o Pedro sempre fui um aprendiz de 'blogger', e aprendi muito com ele e com "o Povo".

Nem todos teremos o "privilégio" de morrer numa peregrinação para Fátima. O Pedro achou que estava a caminho da casa da Mãe mas afinal estava a caminho da casa do Pai.

Rezemos por ele e pela sua Família.
Enviar um comentário