quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Transcrição da intervenção do deputado Paulo Rangel

Parlamento Europeu em 3 de fevereiro de 2016

"Senhor Presidente, antes de ir ao assunto que considero principal, que é justamente a questão do Reino Unido, não queria deixar de dizer à Sra. Deputada Maria João Rodrigues que eu não sei se o Governo português é assim tão europeísta, porque ele depende do Partido Comunista, que aqui hoje fez uma declaração totalmente antieuropeia, e depende do Bloco de Esquerda, que também está contra uma visão da economia social de mercado, e portanto o seu europeísmo é duvidoso. Aliás, quando o principal conselheiro do Primeiro-Ministro ontem comparou a União Europeia à União Soviética, está tudo dito sobre as convicções europeias deste Governo. Foi Porfírio Silva, deputado do PS, principal conselheiro de António Costa, que comparou a União Europeia à União Soviética. É lamentável que não se tenha isto em conta. Quando depende da esquerda radical, que é totalmente antieuropeia, é evidente que depois, o Governo, mesmo que tenha boa vontade, não vai conseguir cumprir os compromissos europeus e, portanto, isto é uma evidência, e, portanto, "diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és". Esta seria sem dúvida a resposta que tinha para lhe dar."
Enviar um comentário