Quarta-feira de cinzas

No artigo “A Quaresma vem ao nosso encontro” o Padre Tolentino chama-nos a atenção para “um dos mais espantosos apelos de Quaresma …assinado por  … T. S. Eliot em 1930, três anos após a sua conversão, que lhe deu um nome austero, sem o cómodo encosto que por vezes é o dos adjetivos: chamou-lhe simplesmente “Quarta-feira de Cinzas”. Nesse poema, dizem-se três coisas fundamentais. Se as soubermos ouvir, percebemos que elas correspondem a caminhos muito objetivos (a mapas pessoais e comunitários) de conversão. E não é esse o desafio da Quaresma, e desta Quaresma em particular?”.
Recordo ainda a Mensagem do papa para esta Quaresma e o seu apelo a que prestemos atenção aos outros.
Para viver este dia com mais funda consciência do seu significado é sempre reconfortante ler o Padre António Vieira
Uma Santa Quaresma, isto é, que estes quarenta dias sejam recebidos como uma oportunidade de reconhecer o significado dos restantes dias do ano

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Se eu fosse filmado secretamente...

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência