Ainda se lembram da Primavera Árabe?

Raquel Abecassis

RR on-line 27-02-2012 6:55

Há mais ou menos um ano, o mundo festejava a chegada da chamada “Primavera Árabe”, com aquela inocência ou inconsciência hollyoodesca com que o Ocidente gosta de colocar rótulos a tudo, procurando dar por garantido que o final é feliz. 

Passado um ano, o mundo assiste impávido ao genocídio daqueles que, movidos pelo entusiasmo com que os movimentos por uma maior liberdade foram acolhidos, tentaram repetir a receita na Síria.
Há semanas que o regime de Al Assad procura exterminar tudo o que mexe na cidade de Homs. Imagens enviadas por habitantes locais chegam diariamente a nossas casas, quase todas com um desesperado pedido de ajuda.
Os dias passam e o Ocidente continua a tomar chá nas várias mesas diplomáticas, fazendo de conta que, conseguido um consenso internacional, tomará uma atitude. Como sempre, os aliados da NATO demonstram ser fortes com os fracos e fracos com os fortes.
Já o povo da esquerda, sempre tão atento na luta pela liberdade, direitos e garantias, quando a direita está no poder, parece ser cego surdo e mudo quando são os seus amigos no poder.
Mas a indiferença com que assistimos ao que se está a passar na Síria torna-nos a todos responsáveis, sobretudo, porque a "Primavera Árabe" veio ensinar-nos que a mobilização da opinião pública pode mudar o rumo da História.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Se eu fosse filmado secretamente...

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência