Ser cristão é ser feliz

Como Deus repousou da Criação no sétimo dia, também descansou da Redenção no Sábado.
Que significa o repouso do Criador, se Deus não se fatiga?
Há o repouso do cansaço, e há o repouso da confiança. Deus descansou no homem, confiando-lhe a Criação, como um pai descansa nos filhos quando os vê preparados para a vida, mas continua sendo pai, amparando-os sempre nas suas necessidades e dificuldades. Na Redenção, Deus também descansou no Homem, no seu Filho, o Verbo encarnado, confiando-lhe a salvação do mundo.
Descansou na sua Morte por nós, que lhe mereceu a sua Ressurreição e a nossa, para toda a eternidade.
Para nós, o Sábado Santo foi um dia de grande tristeza, mas Nosso Senhor já tinha prometido aos Apóstolos que depois se alegrariam, e que a sua alegria permaneceria para sempre, porque O haviam de ver novamente, e nunca nos deixaria órfãos, desamparados.
E assim sucedeu: após um dia de profunda pena, angústia e perplexidade, veio o Domingo, e a sua alegria foi imensa, tão grande, que nem queriam acreditar em tanta felicidade.
Ser cristão é ser feliz. Quem não é feliz não é cristão.
continuar a ler....

(Mons. Hugo de Azevedo – Homilia da Vigília Pascal de 2008 no Oratório São Josemaría em Lisboa)
em: http://spedeus.blogspot.com

Comentários

Mensagens populares deste blogue

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência

Se eu fosse filmado secretamente...