Parabéns


Parabéns
Ontem fiz anos e recebi muitas (mesmo muitas) mensagens de parabéns. O mundo tecnológico de hoje multiplica as expressões deste desejo – parabéns – por chamada telefónica que nem sempre sou capaz de atender, por SMS e via Facebook que não só proporciona o meio como também nos recorda o acontecimento.
Usamos esta palavra com toda a casualidade, porém, quando fui à missa ao meio dia, as leituras do dia – que são sempre para mim, embora muitas vezs não as oiça com atenção – e o comentário do celebrante iluminaram este voto que desejamos uns aos outros.
De um lado, uma história de maldade, só maldade, maldade pura: é a história de Nabot de Jezrael a quem Acad, rei de Israel cobiçava uma vinha e que foi apedrejado até à morte, depois de falsamente acusado de blasfémia pelos seus concidadãos, instados a isso pela rainha Jezabel. 1Rs 21, 1-16
Do outro, um desafio de bem que mesmo a nós, pessoas cumpridoras e boas, faz estremecer pela exigência que parece desproporcionada: Não oponhais resistência ao mau, se alguém te quer tirar a túnica, dá-lhe também a capa, dá a quem pede e não voltes as costas a quem te pedir emprestado. Mt 5, 38-42.
Foi claro para mim o que significam os parabéns: como seguir na estrada da vida, orientado para o bem.
Por isto, agradeço do fundo do coração os vossos parabéns.
Um abraço com amizade
Pedro Aguiar Pinto

Comentários

Mensagens populares deste blogue

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência

Se eu fosse filmado secretamente...