Aliança inter-religiosa contra eutanásia infantil na Bélgica

RR on-line 13-11-2013 16:08
Permitir a eutanásia de crianças e dos doentes mentais "é uma negação da sua dignidade", afirmam os líderes das três religiões monoteístas na Bélgica.

Os líderes das principais religiões na Bélgica uniram-se para contestar uma lei que pretende alargar a eutanásia legalizada a crianças e a doentes mentais.

Sete figuras representativas do Cristianismo, do Islão e do Judaísmo publicaram um manifesto conjunto em que se mostram muito preocupados com a "crescente banalização" da eutanásia.

Na Bélgica a eutanásia é legal, desde que solicitada pelo doente e rubricada por um médico. Mas o parlamento debate agora a possibilidade da lei abranger também os deficientes mentais e as crianças. A medida conta com alargado apoio popular, segundo sondagens.

No documento conjunto, os líderes afirmam que: "Permitir que as crianças sejam eutanasiadas "deturpa a sua capacidade de ajuizar" e que a mesma medida para os deficientes mentais é um atentado à sua dignidade.

A declaração leva as assinaturas do Arcebispo católico de Bruxelas, Andre-Joseph Léonard, do rabino-mor de Bruxelas, o líder do Executivo Muçulmano da Bélgica, o metropolita da Igreja Ortodoxa na região e os chefes de três grupos de comunidades protestantes, e marca também o lançamento de uma coligação que lutará para travar a disseminação da eutanásia, chamada Coligação para a Prevenção da Eutanásia – Europa.

Actualmente, na Europa, a eutanásia apenas é legal na Bélgica, na Holanda e no Luxemburgo. Mas, há outros países que discutem a sua aprovação, como, por exemplo, França.


miguel mesquita guimaraes
 
CLINICA DA MÃE D´ÀGUA lda
travessa da légua da póvoa, 1-1º dto
1250-136 LISBOA
 
+351 21 3826450

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tentar perceber

Uma companhia criativa