quinta-feira, 29 de junho de 2017

Dear Charlie



29 de Junho, 2017
Lisboa, Portugal


Querido Charlie, 

Ainda esta noite, o meu filho de nove anos surpreendeu-me com esta frase: "Mãe, o Pedro está a dormir, não é melhor pôr-lhe a ventilação"? Fiquei surpreendida por esta atenção ao seu irmão doente, que nos ajuda na tarefa de cuidadores, mas também pela normalidade que a ventilação já tem em nossa casa.  

O Pedro tem 4 anos e usa um BiPap sempre que está a dormir. Não é igualzinho ao teu, a este chamam não-intrusivo. O Pedro, como tu já teve um ventilador intrusivo. Aquele que tu tens há 10 meses, o Pedro precisou durante 3 semanas, numa pneumonia muito grave. Foi tempo suficiente para o seu corpo mudar! Aproximou-se, nesse tempo, do corpo que ele teria se a sua respiração fosse normal. No final dessas semanas e depois de duas tentativas, conseguiu respirar autonomamente sem essa ajuda, graças a uma potente intercessão milagrosa e um empenho paciente e generoso da equipa médica. Depois disso o seu corpo voltou rapidamente àquele que é o dele: um tórax menos amplo, levemente afunilado no peito. É o seu corpo deformado pela doença, que, aos poucos, aprendi a amar.

Querido Charlie, como os teus pais te amam! É um sinal evidente para todo o mundo, do amor de Deus por ti, uma afirmação clamorosa do teu inestimável valor, que leva tantos a amar-te, mesmo sem te conhecer. Este amor não carece de suporte de vida. É a própria vida. E a tua, como a de todos nós, cumpre-se no encontro com o Senhor da Vida, que te quis, assim parece, para que pudesses rapidamente voltar a Ele, não sem  que, nesse tempo, nos provocasses profundamente, aumentando em nós a consciência de que não somos os donos da vida.

Querido Charlie, isto é tão difícil para nós pais, que desejamos ter os nossos filhos connosco. Sou muitas vezes obstinada com todos os meus quatro filhos, de maneiras bem diferentes. Mas amar, aprendi com a Chiara Corbela Petrillo, é o contrário de possuir. Os meus filhos não são meus, como tu não és dos teus pais. Tu pertences a este Senhor, que "dá a respiração a todas as coisas". Àquele que verás face a face, no dia do cumprimento do teu destino. E a máquina que te deu a respiração até aqui, não se aproxima nem um pouco da beleza que nesse dia irás encontrar.

Rezo por ti, pelos teus pais e por toda a tua família, com coração comovido pelo amor que exaltaste em nós e pedindo que este forte desejo de união contigo, nos faça desejar cada vez mais a união com Aquele que nos dá, a todos, a vida e a respiração. 

Inês, mãe do Pedro



------------------------------------------------



June 29th, 2017
Lisbon, Portugal

Dear Charlie, 

Just tonight my 9 year old son surprised me with this sentence: 'Mom, Pedro is a sleep shouldn't he put on the ventilation"? I was surprised by his attention to his sick brother, that was so helpful to our task of caring for him, but also by how normal the ventilation has become in our house. 

Pedro is 4 and he uses a BiPap when he's a sleep. It's not exactly like yours, they call this one non-intrusive. But Pedro has had an intrusive before. He needed one like the one you've had for the past 10 months, for three weeks, during a serious pneumonia. It was enough time for his body to change. It came closer, during that time, to the body we would have if his breathing was normal. After two tries he eventually was able to breathe without that support, thanks to a strong miraculous intervention and the patient and generous effort of the medical team. After that his body quickly regained his own shape: a not so wide and open torax with a sharp edge in the chest. A body deformed by his disease, that I have, slowly, learned to love. 

Dear Charlie, how your parents love you! It's an unavoidable sign to the whole world, of the love of God for you, a loud affirmative statement of you inestimable value, that leads so many to love too, with out knowing you personally. This love needs no life support. Because it is life itself. And your life, same as everyone else, is fulfilled in the encounter with the King of Life, who wanted you, so it seems, so that you could return to Him soon, not without, while you are here, bringing upon us such a provocation that made all of us more aware of the fact that we are not the owners of life. 

Dear Charlie, this is so hard for us parents, who want our children close by. I am many times stubborn with all of my four kids, in many different ways. But loving, I've learned from Chiara Corbela Petrillo, is the opposite of owning. My children are not mine, same way as you don't belong to your parents. You belong to that King, who gives breath to every thing. The One who you will see face to face, the day your destiny will be fulfilled. And the machine that has given you breath until now, doesn't come close to the beauty that you will find when that day comes. 

I pray for you, your parents and your family, with a moved heart, for the love that you brought up, in all of us, and I ask that this strong desire of union with you, leads us to a stronger desire of union with The One that gives us all, our life and breath. 

Inês, Pedro's mom
Enviar um comentário