segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Imagem de Nossa Senhora de Fátima coroada na Catedral de Westminster

www.rtp.pt    18.02.2017

A cerimónia foi presidida pelo cardeal Vincent Nichols, arcebispo de Westminster e presidente da Conferência Episcopal de Inglaterra e País de Gales, teve a assistência de centenas de pessoas, que esgotaram a capacidade do templo, estimada em 3.000 pessoas. 
A imagem recebeu uma réplica da coroa feita pela mesma joalharia portuguesa que elaborou a joia que em 1942 coroou a imagem original que está em Fátima.
A imagem peregrina foi benzida em Fátima pelo papa Paulo VI e entregue em Inglaterra em 1968 - numa altura em que "uma série de imagens peregrinas" foram colocadas em vários países pelo Apostolado Mundial. 
A nova coroa foi benzida pelo bispo de Leiria/Fátima, António Marto, antes de ser transportada pessoalmente por Jorge Leitão, neto do autor da joia original e responsável pela joalharia Leitão e Irmão.
"Pediram-me para fazer uma coroa para Inglaterra. Eu acho um tema apaixonante, como joalheiros da coroa, fazer coroas para a Nossa Senhora. A partir daí, envolvemo-nos em modernizar a coroa que está na Capelinha das Aparições, fazer uma reinterpretação dessa peça e criando uma coroa para uma rainha do século XXI", disse Jorge Leitão à agência Lusa 
A coroa original é uma joia de ouro com 1.200 gramas, 950 brilhantes, 1.400 diamantes, 313 pérolas, uma esmeralda grande, 13 esmeraldas pequenas, 33 safiras, 17 rubis, 260 turquesas, uma ametista e quatro águas marinhas, tendo o material sido oferecido por populares portugueses.
A coroa que foi instalada hoje na cabeça da imagem peregrina é feita de prata dourada.

 
FOTO DE @FRANCISCONORONHAANDRADE
"A prata e o material vão ser recolhidos durante a peregrinação centenária por Inglaterra e por isso vai repor aquilo que a Casa Leitão adiantou", adiantou o responsável. 
O diretor do secretariado internacional do Apostolado Mundial, Nuno Prazeres, saudou o evento, que considerou de grande importância por ter sido realizado na Catedral de Westminster e pelo primaz de Inglaterra. 
"Este evento tem uma grande importância porque, com a visita da imagem peregrina à Inglaterra e ao País de Gales, iniciam-se aqui solenemente as celebrações do centenário das aparições de Fátima", afirmou à Lusa. 
O Apostolado Mundial, que tem como missão divulgar a mensagem de Nossa Senhora de Fátima em todo o mundo, vincou, "alegra-se com esta iniciativa neste país, de forma a dar ao povo inglês e também à comunidade de portugueses presente neste país, poderem venerar a imagem de nossa senhora de Fátima e prestar a sua homenagem". 
A organização do evento teve um envolvimento muito grande da comunidade filipina, cujos membros senão guardiões da imagem peregrina, tendo três crianças vestido-se como Lúcia, Francisco e Jacinta para transportar réplicas das "relíquias" dos pastorinhas.
 
FOTO DE @FRANCISCONORONHAANDRADE

No entanto, também atraiu a atenção de vários portugueses residentes em Londres, como foi o caso de Lídia Cabral.
"Como portuguesa, temos muita fé na Nossa Senhora de Fátima e, uma vez que ela está cá em Londres hoje, acho que tínhamos de estar aqui. É uma grande alegria", confessou. 
A imagem peregrina mantém-se na Catedral até domingo, iniciando em maio uma visita às várias dioceses de Inglaterra e País de Gales, sob a coordenação do Apostulado Mundial de Fátima em Inglaterra e Gales [http://www.worldfatima-englandwales.org.uk].
Segundo o calendário indicado, a imagem vai começar a digressão em Downside Abbey em 04 de maio e vai passar depois por dioceses e igrejas em Cardiff, Belmont Abbey, Southwark, Shrewsbury, Santuário de Nossa Senhora de Taper [País de Gales], Menevia, Nottingham, Ordinariato Pessoal de Nossa Senhora de Walsingham [Londres], Plymouth, Brighton, Birmingham, Hallam, Clifton, Portsmouth, Leeds, Middlesborough, Newcastle, East Anglia, Northampton, Salford e Wrexham. 
Hoje, após a coroação e uma missa, realizou-se num edifício adjacente à Catedral um simpósio com especialistas sobre Fátima.
Enviar um comentário