"É bom existir, porque a promessa é mais forte que as ameaças"

POVO  20.04.2018

"Não é uma certeza dizer que a vida do homem em si seja um dom.
Pode deveras ser um bonito dom?
Sabemos o que está sobranceiro sobre o homem nos tempos obscuros que vemos diante de nós — ou nos mais luminosos que possam vir?
Sabemos prever a quais aflições, ou eventos terríveis poderá estar exposto?
É justo oferecer a vida assim, simplesmente? É responsável ou demasiado imprevisível?
É um dom problemático, se não for cultivado.
A vida biológica por si mesma é um dom, embora cercada por uma grande dúvida.
A vida torna-se um dom verdadeiro se juntamente com ela se puder doar também uma promessa que é mais forte do que qualquer desventura que nos possa ameaçar, se ela for imersa numa força que garante que é bom ser um homem, que por este homem tudo o que o futuro trouxer é um bem.
Assim, ao nascimento deve ser associado o renascimento, a certeza de que na verdade é bom existir, porque a promessa é mais forte do que as ameaças."



Esta semana o Papa emérito Bento XVI fez anos. 91 de vida e 13 anos que foi eleito Papa.  A sua meditação sobre 'fazer anos' aquando do seu 85º aniversário é a única coisa que precisamos saber face aos argumentos da Eutanásia porque assume a dúvida que é comum entre todos nós, mas afirma a promessa que é mais forte que qualquer ameaça, e pela qual a vida pode tornar-se verdadeiro dom.

Nesta sua carta enviada em Fevereiro deste ano, ao Corriere della Sera dá conta de como está aos 91 anos

Vou tentando acompanhar e compilar o que vai sendo dito e escrito sobre o tema da Eutanásia nesta página que agora se pode aceder no menu da homepage do POVO. Mas recomenda-se a visita e consulta regular à plataforma www.todaavidatemdignidade.pt que está muito mais completa e atual. 


A história das obras do Hospital de S. João tem sido tema recorrente. Esta parece ser mais uma história de como a comunidade que precisava de uma coisa se juntou para fazer e como o estado perante a denúncia pública não faz nem deixa fazer. 


POSTS + RECENTES:


PEDIDOS DE APOIO: 


É justo oferecer a vida assim, simplesmente? É responsável ou demasiado imprevisível? 

A esta pergunta do Papa Emérito, vários jovens respondem com a oferta do seu tempo a vários projetos de ajuda humanitária.
Chamo a vossa atenção para dois projectos de grande valor e que precisam de apoio financeiro. Saiba como pode ajudar.


PROJETO CABO VERDE 
O Projecto Cabo Verde é um projeto de voluntariado internacional para a cooperação, desenvolvido por estudantes universitárias e jovens profissionais.
Resultou da parceria entre várias entidades portuguesas (Álamos Associação Juvenil, Rampa Clube, Cooperativa de Telheiras para a Promoção da Solidariedade e da Cultura, CRL, Associação Cultural das Areias e Fundação Maria Beatriz Lopes da Cunha), em colaboração com a comunidade local cabo-verdiana.
Estas entidades procuram promover através das suas atividades a dignidade humana, a preocupação pelos outros e pela melhoria da sociedade e o sentido de serviço do próprio trabalho. Estão inspiradas pela mensagem cristã e pelo espírito do Opus Dei (www.opusdei.pt)


Uma família que já entre si angariou 4.500€ pede ajuda para chegar aos 9.000€ do custo para
  • Adquirir um Eletrocardiógrafo (ECG) e o equipamento necessário para a consulta médica e de cardiologia (tensímetro, glicosímetro, divã de exame, etc.)

O NIB é o 0018 0351 0020 0020 8963 9. Quem pretender passam recibo. 

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

16 de Julho - Nossa Senhora do Carmo

A família, espaço de resistência

Sou mãe de um forcado. E agora?