quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Cordão humano para unir o que está dividido

Público 04/11/2015

Convidamos todos a participar no Cordão Humano desta quarta-feira, 4 de Novembro, às 19.00 horas junto à Assembleia da República.
Somos parte do Movimento Compromisso Democrático, um movimento formado por cidadãos independentes, preocupados com o clima de instabilidade e divisão em que Portugal vive desde as eleições do dia 4 de Outubro.
Aquilo que nos move é o apelo à responsabilidade, diálogo e compromisso entre as forças políticas mais votadas nas eleições de 4 de Outubro, a coligação PSD-CDS e o Partido Socialista.
Portugal enfrenta hoje grandes desafios. É urgente encontrar respostas para a sustentabilidade da segurança social, proceder à reforma administrativa do Estado e do Sistema de Justiça, aumentar a competitividade da nossa economia e estimular a criação de emprego.
Para fazer face a estes desafios, mais do que qualquer solução de governação, é necessário construir a melhor solução: aquela que, correspondendo à vontade expressa pela maioria dos eleitores no dia 4 de Outubro, garanta a legitimidade e estabilidade necessárias para trabalhar, ao longo dos próximos quatro anos, pelo futuro de um Portugal democrático, plural, europeu e social.
Uma solução que assenta no diálogo e compromisso, e na convergência de programas que são, em muitos aspetos, fáceis de compatibilizar, apresentados por forças políticas que partilham uma matriz europeísta, democrática e social comum.
Não aceitamos que o futuro político de Portugal se desenhe à porta fechada, refém de encontros e desencontros entre factores circunstanciais e os interesses das forças partidárias.
Esta é uma iniciativa que partiu de poucos, mas que é a causa de muitos. Acreditamos que a sociedade civil pode, neste momento, fazer a diferença pressionando ao diálogo e ao compromisso. Acreditamos que a gravidade do momento que atravessamos não nos permite uma posição passiva. Acreditamos que, nestes tempos difíceis e conturbados, temos não apenas o direito, mas sobretudo o dever de agir e exigir, em nome do futuro do país.
E por isso – para que se faça ouvir esta voz – convidamos todos a participar no Cordão Humano desta quarta-feira, 4 de Novembro, às 19.00 horas junto à Assembleia da República. Este cordão pretende fazer um apelo à união daquilo que está dividido, ligando as sedes dos três partidos.
Temos o apoio de muitas pessoas que a nós se têm juntado porque querem o mesmo e acreditam que juntos podemos fazer a diferença! Mas, pelo caminho, tantas outras temos encontrado que não acreditam que podem fazer alguma coisa. A essas pedimos: Não fiquem em casa. O País somos todos nós. A Democracia precisa de todos nós.
Vamos pelo futuro de Portugal. Vamos porque este não é o tempo para inércia, conformismo ou baixas expectativas. Vamos porque queremos poder colher os frutos dos nossos sacrifícios. Vamos certos de que muitos virão connosco, todos movidos pela necessidade de expressar, de forma muito clara, que ainda há tempo!
Vamos com confiança. Por Portugal.

Sibila Camal, Luís Mascarenhas, Luis Xavier, Joana Monteiro, João Andrade, João Monteiro, Teresa Nazareth, Tomás Albergaria, Salvador Cabral, Teresa Nogueira Pinto, Tomás Almeida, Movimento Compromisso Democrático
Enviar um comentário