D. Zeng Jing Mu, símbolo de fidelidade ao Papa, morre aos 96 anos

 Uma queda em casa revelou-se fatal para D. Zeng Jing Mu, Bispo emérito de Yujiang. Falecido a 2 de Abril, aos 96 anos, este prelado foi, durante toda a sua vida, um exemplo de fidelidade ao Papa e ao Vaticano.
Ordenado sacerdote em 1949, conheceu a violência que o regime comunista de Mao Tse-Tung exerceu sobre a comunidade cristã, tendo passado 23 anos na prisão por causa da sua lealdade à Igreja Universal.
A perseguição aos cristãos, durante os tempos tenebrosos da Revolução Cultural e a recusa em pertencer à chamada Associação Patriótica, com que o governo de Pequim pretende controlar os católicos chineses, motivaram dezenas de ordens de prisão para este prelado.
O Vaticano nomeou como seu sucessor D. John Peng Weizhao, cuja ordenação ocorreu em 2014, tendo sido detido logo em Maio desse ano mas libertado posteriormente em Novembro. Agora, desde a morte de D. Zeng Jing Mu, que estará sob rigorosa vigilância das autoridades.
O funeral do Bispo emérito de Yujiang está marcado para quarta-feira, dia 6 de Abril.


FUNDAÇÃO AIS
DEPARTAMENTO DE INFORMAÇÃO

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Sou mãe de um forcado. E agora?

Suécia persegue parteiras que se negam a praticar abortos

Gomes-Pedro: “A mãe não precisa de descansar e dormir, precisa é de namorar com o seu bebé”