sábado, 6 de fevereiro de 2016

Fugir da realidade


"Quando se chegou ao consenso de que uma criança, que se supõe nascerá com deficiências, deve ser abortada para poupar, a ele e às outras pessoas, o peso da sua existência, está-se a fazer um escárnio a todos os deficientes: está-se a dizer-lhes que só existem porque a ciência não tinha ainda alcançado o progresso actual"
Joseph Ratzinger
A raíz é a mesma: fugir da realidade. 
Trocar o prazer imediato pela felicidade fiel, Homens fracos, homens fortes, a doença incurável pela morte incurável, Eutanásia: uma compaixão falsificada, abortar para eliminar o risco da deficiência, fazer de conta que se reduzem impostos, aumentando os impostos que "não se sentem"Cirurgia plástica.
O resultado é uma sociedade desumana em que Ter filhos é uma loucura orçamental
_______________________________________________

Enviar um comentário